Carregando

Pesquisa da USP revela sucesso do trabalho de reciclagem de Embu

Secretaria:
Meio Ambiente
Maria Regina Teixeira
09/03/2006 00:00
O Programa de Coleta Seletiva e a Cooperativa de Reciclagem de Matéria-prima de Embu (Coopermape) foram destaques na pesquisa sobre Coleta Seletiva de Lixo na Região Metropolitana de São Paulo. Realizado pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP), Procam/USP e Senac e financiado pelo governo federal através da Funasa, o estudo aponta que a organização dos catadores de material reciclável de Embu das Artes é uma entre duas consideradas de alta sustentabilidade num grupo de 32 entidades de 11 municípios da Grande São Paulo. Criada informalmente em 1994 por um grupo de catadores que trabalhavam no antigo lixão, a Coopermape formou-se em 1997. É uma das mais antigas cooperativas da região metropolitana. Hoje ela reúne 36 cooperados que obtêm rendimento médio variável entre R$ 400 e R$ 600 por mês, o segundo maior dentre as entidades pesquisadas, atrás apenas de Barueri.

O levantamento coordenado pela professora da FSP/USP Helena Ribeiro, divulgado terça-feira (7/3), envolveu as 34 cidades da região metropolitana. Como critério de análise os pesquisadores estudaram os programas iniciados até 2003, restritos a 11 municípios. Segundo a coordenadora da pesquisa, a reciclagem em Embu está mais organizada, o centro de triagem melhor estruturado e os trabalhadores utilizam equipamentos adequados e uniformes. De acordo com a pesquisa, a sustentabilidade do programa de coleta seletiva de Embu atingiu 3,0 pontos; de Barueri, 2,5 e o de São Paulo 2,0, índices que os colocam em nível médio. "Nenhum dos 11 programas municipais de coleta seletiva conseguiu alta sustentabilidade socioeconômica e ambiental", explicou a professora Wanda Risso.

Contraste

A região metropolitana de São Paulo (RMSP) vive um contraste: enquanto 53% do seu território está em Área de Proteção de Mananciais (APM), apenas 50% dos resíduos sólidos são depositados em aterros sanitários, constataram os pesquisadores.

Embu das Artes tem 60% do seu território em APM. Atenta à necessidade de ampliar a coleta seletiva e reciclagem de resíduos sólidos, sensibilizar a população para a importância de preservar o meio ambiente e melhorar as condições de saúde pública, a prefeitura lançou uma nova fase do Programa de Coleta Seletiva. Com a campanha Renove, Separe, Recicle, coordenada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, o tema já ganhou as ruas da cidade. Em painéis de rua, cartazes, folhetos, anúncios e até um vídeo que está sendo apresentado em diferentes eventos e reuniões com a população, o governo municipal busca uma nova atitude dos cidadãos frente às questões do lixo.



TUDO SOBRE
DESTAQUE

NEWSLETTER

PRAÇAS DE ATENDIMENTO

Centro
Santa Tereza
Santo Eduardo


Eficiência e qualidade na prestação de serviços: abertura de empresa, emissão de certidões, parcelamento de débitos, escrituração fiscal e outros
Prefeitura de Embu das Artes - Sec. de Gestão Tecnológica e Comunicação
Rua Andronico dos Prazeres Gonçalves, 114 - Centro Estado de São Paulo - Brasil CEP: 06803-900 PABX: +55 (11) 4785-3500 Disque Serviços: 0800 773 0005