Carregando

Comissão decidirá sobre corredor empresarial

Secretaria:
Prefeito
Maria Regina Teixeira
21/11/2005 00:00

O prefeito Prefeito reabriu as discussões sobre o Plano Diretor (PD) de Embu, tendo em vista as manifestações de setores da população contrários ao corredor empresarial da rua Maria José Ferraz Prado, no bairro de Itatuba. Os debates aconteceram numa reunião sábado, dia 19, realizada na Escola Estadual Iracema Bello Orichio. Disposto às discussões democráticas que caracterizam um governo participativo como o que ele lidera, o prefeito antecipou a revisão do PD (promulgado pela lei complementar nº 72 de dezembro de 2003). A revisão está prevista para cinco anos depois de implementada a lei. Segundo o governo municipal, é importante que a população esteja interessada em debater essa questão, apesar de o PD ter sido discutido por aproximadamente dois anos pela sociedade civil organizada junto ao poder público e aberto à população antes de ser aprovado pela Câmara Municipal de Embu.

Durante o encontro, Prefeito propôs a criação de uma comissão mista formada por moradores da região do Itatuba e representantes do governo municipal que definirá sobre a implantação do corredor. A proposta foi apresentada e aceita. "É importante que a comissão garanta a representatividade de cada setor para que não tenhamos desequilíbrio nas discussões", afirmou.

Detalhes do PD relacionados ao tema da reunião foram apresentados. A atual administração procurou demonstrar que o documento veio para regularizar o uso e a ocupação do solo, delimitando-os e assegurando que o espaço seja usado racionalmente por seus proprietários.

Prefeito pediu ao público que reflita a respeito das questões que envolvem o município como o desenvolvimento socioeconômico e para que participem das plenárias do Orçamento Participativo (OP). Através dele, governo e população discutem ações e projetos e os prioriza. Segundo o prefeito, existem pendências do OP, pois estamos num município de quase 250 mil habitantes, discutindo prioridades porque os recursos financeiros próprios não atenderiam sequer 10% da demanda.

Uma das questões lembradas por Prefeito, relacionada ao meio ambiente, são as áreas irregularmente ocupadas, como por exemplo no Itatuba, onde pessoas compraram terrenos sem qualquer infra-estrutura. "Vamos discutir a respeito do pessoal colocado criminosamente naquela área", argumentou. De acordo com ele, o governo de Embu das Artes tem o PD como um instrumento de planejamento, controle territorial e respeito ao meio ambiente. "Temos gente competente e um povo que constrói a riqueza desse país e que precisa ser olhado com carinho e cuidado", afirmou. O prefeito aproveitou o encontro para ouvir atentamente as reivindicações da população e que segundo ele, seu governo está empenhado em resolver.

Iniciativa da prefeitura, a reunião contou com mais de 200 pessoas, entre elas os secretários João Ramos, de Meio Ambiente, Antonio Carlos Morozetti, de Planejamento, e Francisco Brito, de Cidadania e Assistência Social. Estiveram presentes também os vereadores Clidão do Táxi, Manoel Raymundo e Paixão. O próximo passo será reunir a comissão mista para conclusão do assunto.



TUDO SOBRE
DESTAQUE

NEWSLETTER

PRAÇAS DE ATENDIMENTO

Centro
Santa Tereza
Santo Eduardo


Eficiência e qualidade na prestação de serviços: abertura de empresa, emissão de certidões, parcelamento de débitos, escrituração fiscal e outros
Prefeitura de Embu das Artes - Sec. de Gestão Tecnológica e Comunicação
Rua Andronico dos Prazeres Gonçalves, 114 - Centro Estado de São Paulo - Brasil CEP: 06803-900 PABX: +55 (11) 4785-3500 Disque Serviços: 0800 773 0005