Carregando

Secretaria:
Prefeito
Maria Regina Teixeira
27/10/2005 00:00

Por apenas 1,42% de diferença o "Não" ficou com a maioria dos votos válidos do eleitorado de Embu das Artes no referendo a respeito da proibição do comércio de armas e munição no Brasil. Enquanto 50,71% dos eleitores selecionaram o item 1 (Não), 49,29% votaram na opção 2 (Sim).

A estreita vantagem do "Não" é vista pelo governo municipal pelo aspecto positivo. Embu saiu de uma posição ruim na lista das cidades mais violentas do estado de São Paulo em 2000 e 2001 por meio de ações integradas do governo junto à sociedade. Sob a administração do prefeito Prefeito a cidade passa por uma afirmação das políticas públicas que promovem a inclusão social e respeitam a população do município. Dentre as medidas que contribuem para a queda da violência em Embu das Artes destacam-se a construção e reforma de quadras poliesportivas e áreas para lazer, a criação da Guarda Civil Municipal, o trabalho conjunto com as Polícias Civil e Militar e a implantação da Lei Seca.

A diferença apurada no Embu é a menor dentre nove cidades da região metropolitana de São Paulo. Em Juquitiba as urnas registraram a maior vantagem do "Não" (25,84%) que atingiu 62,92% dos votos válidos, contra 37,08% do "Sim". Na capital paulista, onde 57,65% votaram contra a proibição e 42,35% defenderam o "Sim", a diferença ficou em 15,30%. Em Guarulhos, 55,98% dos votos foram para a opção 1, enquanto 44,02% preferiram a segunda opção, resultando em 11,96% de votos a mais para o "Não". Osasco contabilizou 10,92% de diferença: 55,46% votaram "Não" e 44,54%, "Sim". Já na vizinha Cotia, a margem de votos adicionais para o "Não" chegou a 9,62%, sendo este o voto de 54,81% dos eleitores, contra 45,19%  da opção 2.  Em São Lourenço da Serra a diferença entre o "Não" (53,82%) e o "Sim" (46,18%) ficou em 7,64%. Na também vizinha Taboão da Serra, 53,01% votaram contra a proibição e 46,99% a favor, ou seja, uma diferença de 6,02% para o "Não".

Igualmente na divisa com Embu, Itapecerica da Serra assinalou uma pequena vantagem para a opção 1 do referendo. Atualmente considerada a cidade mais violenta do Estado, Itapecerica apontou 2,52% de votos a mais para o "Não": enquanto 51,26% votaram contra a proibição, 48,74% defenderam o "Sim" à restrição do comércio de armas e munição no Brasil. Em todo o estado, somente Diadema, que integra a Grande São Paulo, e Angatuba, no interior, confirmaram pela maioria dos votos válidos o "Sim" ao desarmamento.



TUDO SOBRE
DESTAQUE

NEWSLETTER

PRAÇAS DE ATENDIMENTO

Centro
Santa Tereza
Santo Eduardo


Eficiência e qualidade na prestação de serviços: abertura de empresa, emissão de certidões, parcelamento de débitos, escrituração fiscal e outros
Prefeitura de Embu das Artes - Sec. de Gestão Tecnológica e Comunicação
Rua Andronico dos Prazeres Gonçalves, 114 - Centro Estado de São Paulo - Brasil CEP: 06803-900 PABX: +55 (11) 4785-3500 Disque Serviços: 0800 773 0005