Carregando

Chuva, enchente e leptospirose

Secretaria:
Saúde
Rita de Biaggio
01/05/2006 00:00

Seja em férias ou em casa, nesta época de muitas chuvas é preciso tomar cuidados para evitar doenças como a dengue e a leptospirose. E sempre é melhor prevenir do que ficar doente para depois fazer o tratamento. A Leptospirose, por exemplo, é uma doença que pode ser evitada porque vem com as enchentes, quando as pessoas entram em contato com a água ou lama contaminada com a urina de rato.

A Leptospirose é uma doença grave e tem no rato o seu principal transmissor.
Através de sua urina ele contamina córregos, esgotos e bueiros e, quando chegam as chuvas fortes as águas das enchentes podem trazer a doença.

A Leptospirose é muito parecida com outras doenças, tais como a Dengue e a Gripe, pois os principais sintomas são febre, dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo (principalmente na "batata" da perna) e calafrios. Após o contato com a água contaminada e lama de enchente os sintomas aparecem em média entre sete a 15 dias. Sendo assim , caso você apresente estes sinais após ter entrado em contato com água de enchente ou material de esgoto, procure rapidamente uma Unidade de Saúde para o médico fazer o diagnóstico o mais rápido possível.

Em 2005, no Embu foi diagnosticado apenas um caso de Leptospirose.

O Médico Veterinário Marcelo Monteiro, da Secretaria de Saúde, dá algumas dicas para você evitar a doenças e combater os ratos:
-Evitar o contato com água e lama das enchentes;
-Nunca nadar e impedir que crianças brinquem nas águas de enchentes e córrego;
-Caso você precise fazer limpeza após uma enchente ou desentupir canos e ralos de esgoto, utilize botas e luvas de borracha (pode ser utilizado saco plástico duplo) para proteger mãos e pés, e proteja outras partes do corpo para não entrar em contato com lama de enchente e esgoto;
-Todo alimento que tiver contato com água da enchente deve ser jogado fora;
-Na limpeza do chão, paredes, objetos e roupas atingidas pela água da enchente, utilize na limpeza sabão e a solução de água com água sanitária (um copo de água sanitária para 20 litros de água);
-Mantenha sua caixa d´água bem vedada, pois os ratos podem se servir da sua água e contaminá-la;
-Elimine frestas sob as portas, feche bem os ralos e vasos sanitários, pois os ratos podem ter acesso à sua residência;
-Elimine o entulho, materiais de construção e objetos em desuso, pois podem servir de moradia (abrigo) para os ratos;
-Lixo é a principal fonte de alimento para os ratos, assim providencie um destino adequado para ele, armazenando-o de forma correta em recipientes (baldes) bem fechados, e coloque-o na rua para a coleta pública pouco antes do caminhão da coleta passar;
-Não deixe restos de comida dos animais domésticos (cães, gatos, galinhas, porcos,etc.) à disposição, principalmente à noite, pois além de estarmos alimentando os ratos, estes podem também transmitir a Leptospirose para nossos animais;
-Nunca jogue lixo e entulho em córregos, bueiros e nas ruas, evitando o entupimento e a conseqüente enchente.

Viaje sem Dengue
Quando chega o período de férias, viajar é algo bastante comum, mas o perigo da Dengue continua rondando. A única maneira de se evitar a Dengue é não deixar nascer o mosquito transmissor da doença. Assim os cuidados com sua casa devem ser tomados antes da viagem, nunca deixe água parada, pois o mosquito transmissor da doença pode se reproduzir.

Providências a serem tomadas antes da viagem:
-Verificar se sua caixa d´água está bem fechada;
-Coloque areia nos pratos de planta ou vire-o de boca para baixo;
-Verifique se existe acumulo de água nas calhas do telhado, garrafas, pneus, reservatórios de água, etc.;
-Tampe os vasos sanitários e ralos.

Ao retornar da viagem, fique atento ao surgimento dos sintomas da Dengue, pois na cidade (região) que você esteve visitando pode estar ocorrendo transmissão desta doença: febre alta; dor de cabeça; dores no corpo ou em torno dos olhos; falta de apetite; náuseas e vômitos; manchas na pele e pequenos sangramentos.

Aparecendo mais de três desses sintomas, segundo o Coordenador de Controle de Vetores, Marcelo Monteiro, da Secretaria Municipal de Saúde do Embu, o melhor a fazer é procurar uma Unidade de Saúde mais próxima.



TUDO SOBRE
DESTAQUE

NEWSLETTER

PRAÇAS DE ATENDIMENTO

Centro
Santa Tereza
Santo Eduardo


Eficiência e qualidade na prestação de serviços: abertura de empresa, emissão de certidões, parcelamento de débitos, escrituração fiscal e outros
Prefeitura de Embu das Artes - Sec. de Gestão Tecnológica e Comunicação
Rua Andronico dos Prazeres Gonçalves, 114 - Centro Estado de São Paulo - Brasil CEP: 06803-900 PABX: +55 (11) 4785-3500 Disque Serviços: 0800 773 0005