Amlurb tem nova presidĂȘncia

Secretaria:
Amlurb
Sandra Martins
05/05/2015 00:00

A nova presidente da Agência Municipal Reguladora e Fiscalizadora de Limpeza Urbana e Resíduos Sólidos (Amlurb), Leiliane de Cristo Teixeira Vasconcelos, tomou posse, na segunda-feira, 4/5, em cerimônia realizada na sala de reuniões do gabinete do prefeito.

Ela terá como um de seus desafios/ a instalação da usina de biodigestão, que está em fase se aprovação com os órgãos que autorizam sua instalação, como a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), e que ficará na área do aterro sanitário municipal, hoje sob administração da Enob. Com  a usina, o aterro ganhará mais 5 anos de vida útil, contribuindo para um meio ambiente mais saudável.

“Estou animada, pois é algo novo para mim. Apresentei um projeto para o prefeito para trabalharmos a questão da reciclagem com a população, para fazer as pessoas repensarem o lixo. Agora, a meta é trabalhar bastante pela cidade”, disse a nova gestora.

Para o secretário de Governo, Paulo Giannini, a Amlurb tem papel fundamental na fiscalização das questões ambientais da cidade: “Temos uma expectativa muito boa com a agência, queremos reestruturar a Amlurb para atender a demanda”, afirmou.

Compareceram também o chefe de Gabinete, Clóvis Cabral,  o vereador  Edvânio Mendes, o  adjunto da Amlurb, Ricardo Moraes Simi, Adriana Costa e Sônia Carvalho (administrativo da Amlurb).

Consciência ambiental

A usina de biodigestão na cidade, a primeira do Brasil, deve gerar  energia suficiente para abastecer até 4 mil residências. A meta é transformar 100% do lixo orgânico em fertilizante e adubo para vender aos produtores rurais da região e do Vale do Ribeira, reduzindo em até 70% o volume do lixo que hoje é jogado no aterro.

A ação pelo meio ambiente envolve, ainda, a implantação da coleta seletiva em 100% da cidade – atualmente, a Cooperativa de Reciclagem de Matéria-Prima de Embu das Artes (Coopermape ) recicla 200 toneladas por mês através do trabalho de seus 35 cooperados.



Fotos: Everaldo Silva