Prefeito recebe monge Tetsumyou Wake, do JapĆ£o

Secretaria:
Prefeito
Elke Lopes Muniz
18/06/2015 00:00

O prefeito de Embu das Artes, Prefeito, recebeu em seu gabinete, em 18/6, o reverendo Tetsumyou Wake, que está na cidade para a cerimônia Aoba Matsuri, de celebração do nascimento do Buda Kukai. O culto, que faz parte do Festival da Cultura Japonesa 2015, será celebrado por ele no dia 20/6, sábado, às 14h, no Templo Dyoin, de Budismo Shingon, situado na rua Professor Mário Osassa, 1149, no Jardim Magali.

O segmento Shingon do budismo tem três templos no Estado de São Paulo, nas cidades de São Paulo, Suzano e Embu das Artes. O monge Tetsumyou esteve por três anos, de 2007 a 2009, no templo de Suzano, mas ainda não domina o português. Além do japonês, fala indiano e chinês, idiomas que estudou no curso universitário, de quatro anos, para se tornar um monge. Ocupa hoje, na hierarquia de sua seita, o nível médio e segue avançando de acordo com o seu aprimoramento religioso e também a sua idade.

Ele quer conhecer mais o Brasil, de “convívio com muitas raças”, enquanto no seu país é “uma raça só”. Conta que o Japão via com naturalidade, há mais de mil anos, questões polêmicas, como a educação sexual e o homossexualismo. “Antigamente, antes da chegada do catolicismo e cristianismo no Japão, era normal”, diz. Quanto a Embu das Artes, o monge considera “uma cidade que preserva a arte e é linda”.

Durante o encontro, falou-se de cultura, religiosidade, costumes, meio ambiente, relações dos dois povos com a fé, a morte, a tecnologia e até o uso de celular. Prefeito lembrou que quando esteve no Japão, em 2010, se surpreendeu com as pessoas nas ruas usando o telefone celular, o que ainda não acontecia por aqui. “Imagine uma rua cheia de gente e todo mundo andando e falando no celular”, comentou o prefeito.

Hoje essa cena é comum por aqui, enquanto no Japão, que se destaca o mundo por preservar segurança e higiene, já há lei que proíbe usar celular nas ruas, para evitar acidentes. “Teve gente distraída que caiu na linha do metrô porque avançou falando ao telefone”, conta Paulo Nobuo Sugawara, que junto com Sadao Nagata, ambos da Associação Embu-Hino, acompanha o monge em um passeio pela cidade nesta sexta-feira, 19. O secretário de Cultura, Alan Leão, também participou do encontro. Depois da cerimônia no templo Dyoin, o reverendo Tetsumyou Wake seguirá para Belém do Pará, retornando ao seu país no dia 25/6.

 



Fotos: Guego