Jd. do Colégio recebe mais de 1.500 árvores

Secretaria:
Serviços Urbanos
Sandra Martins
29/07/2015 00:00

Mais de 1.500 árvores estão sendo plantadas como forma de compensação ambiental no Jd. do Colégio. Mudas de pau-brasil, ipês roxo, rosa, amarelo e branco, jacarandás, aroeiras, pau-ferro, mulungu, pau-jacaré foram algumas das encaminhadas para o local ao lado da Praça de Esporte e Cultura, que será inaugurada no segundo semestre do ano.

A compensação é uma solicitação da Cetesb em contrapartida à construção do espaço para a população, e está dentro do Termo de Compromisso e Recuperação Ambiental (TCRA) entre o órgão estadual e a Prefeitura.

As mudas saíram hoje, 29/7, do Viveiro Municipal que fica no Pq. Francisco Rizzo e é ligado à Secretaria de Serviços Urbanos e Limpeza Pública,  a caminho do bairro. Segundo o secretário da pasta, Mário Alves, o trabalho será executado por aproximadamente 10 funcionários: “Acredito que em 15 dias o trabalho estará pronto”.

Hoje o viveiro municipal, criado em 1998, conta com mais de 100 espécies de plantas. Quem leva o material reciclável para o parque, pode trocar por até cinco mudas. Por ano, são doadas em média 25 mil plantas prontas para plantio.  O viveiro também tem um espaço para as espécies dedicadas à compensação ambiental, com mais de 100 mil mudas de árvores, muitas doadas por empresas que chegam para se instalar no município. Futuramente, mais 800 mudas serão encaminhadas para a avenida Isaltino Victor de Moraes e mais 3000 para a estrada dos Moraes.

A Praça

O projeto da Praça de Esporte e Cultura é uma iniciativa do Governo Federal através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Criada pensando em lazer e cultura voltados para garantir maior qualidade de vida à população, a praça terá dois edifícios multiuso, auditório com 60 lugares, quadra poliesportiva coberta, pista de skate, equipamentos de ginástica, playground e pista de caminhada. O valor total é de R$ 1,6 milhão.



Fotos: Everaldo Silva